Prisca Agustoni

3 - lima16.png

Fotos: Acervo pessoal

Prisca Agustoni nasceu em Lugano (Suíça), viveu muito anos em Genebra antes de se mudar para o Brasil. Atualmente vive em Juiz de Fora (MG), onde trabalha como professora universitária e como tradutora. Escreve e se auto traduz em português, italiano e francês, e faz dessa escrita multilíngue um dos eixos centrais da sua criação. Sua obra vem sendo publicada na Itália, em Portugal, na Suíça e no Brasil, além de ter sido traduzida em inúmeros idiomas. Integra o comité de organização do festival literário internacional chiasso letteraria, na Suíça.


Foi uma das poetas convidadas na Flip2017, para a performance “Fruto estranho”.
 

Entre suas obras mais recentes publicadas no Brasil estão o livro Casa dos ossos (2017, poesia), semifinalista Prêmio Oceanos; O mundo mutilado (2020, poesia), Finalista Prêmio Jabuti, e O gosto amargo dos metais (2022, poesia), prêmio Cidade de Belo Horizonte.


Escreve também para o público infantojuvenil, tendo publicado, entre outros, os títulos O colecionador de pedras (Paulinas, 2006, 7ª edição), o mundo começa na cabeça (Paulinas, 2011).

Foto da galeria: Acervo pessoal